Supersalários e penduricalhos: o buraco é bem maior

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge (que Janot acusara, lembram?, de ser ligada a mim quando eu nem a conhecia), não pode ceder ao fétido corporativismo e patrimonialismo de setores do Ministério Público Federal e do Judiciário.

Nesta semana, não lembro quem, quis saber o que eu penso do reajuste dos Poderes no final da legislatura. Eu disse: o Brasil seria um país mais respeitável se os problemas da corrupção, da transparência, do Ministério Público Federal, do Judiciário, e das contas públicas como um todo fossem apenas esses R$ 39 mil do teto e os R$ 6 mil do auxílio-moradia dessa gente.

O buraco é bem maior, segui respondendo. Continuam pagando salários de 150, 200, 300 mil reais Brasil afora. A que pretexto? Não importa, eles dizem que é salário. De que fonte, de onde vem o dinheiro? Também não importa, continuei respondendo, até o FUNJURIS serve.

Na prática, enfatizei, são mais de 20 penduricalhos. Talvez, esse auxílio-moradia para marido, para esposa, mesmo tendo casa própria, seja mais defensável, por exemplo, do que a ajuda para educação que o contribuinte paga aos filhos deles até 25 anos de idade, mesmo que seja apenas para aprender inglês.
Mas lembre-se, prossegui: o Moro falou que tudo isso é justificável porque é salário.

Enquanto isso, eles vão seguir coagindo o STF, não deixam a Câmara dos Deputados votar o fim do abuso de autoridade, dos supersalários, das aposentadorias de juiz e promotor quando comentem malfeito.
Não sei se você se recorda, mas o Senado já votou tudo isso.
Mas eles pressionam a Câmara e o STF para manter privilégios.

E vão seguir divertindo a plateia…Mandam prender o Pezão porque o pé cresceu demais; mandam Adib Assad citar Serra, Alckmin, Marta; fazem outra denúncia contra o Lula, desta vez por ter recebido doação para o Instituto (só quem pode receber por palestra é o Dellangnol); aproveitam também e mandam Pallocci fazer uma nova delação.
Entre eles, alguém questiona: e a prova?
E outro responde: nunca precisamos de prova.

E o jogo continua…

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados


Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /home/n3w53343/public_html/renancalheiros.com.br/wp-content/themes/renan3/single.php on line 126

Para o MPF, delação só vale se citar Renan

Nesse inquérito, prorrogado pela 3ª vez, investigam-me porque um...

Há uma pedra no caminho

Continuo no hospital. Daqui, uma reflexão, como me comprometi,...

As coisas nos seus lugares

Não é verdade a informação que o Estadão me...

Renan apoia Coaf mais forte, mas sem uso político

O futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, anuncia que...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263